sexta, 21 de julho de 2017

PUBLICIDADE
Confira as melhores opções para lavar o carro

Confira as melhores opções para lavar o carro

11, jan 2017

Há lava-rápidos tradicionais e até os que trabalham com hora marcada

Qual a melhor opção para lavar o carro hoje em dia? A tradicional combinação de água e sabão, ou optar pela lavagem com produtos à base de cera de carnaúba, encontrados nos estacionamentos de shoppings e supermercados? Opções não faltam, mas é preciso levar em conta a relação custo benefício e o tempo de duração do serviço. Por isso, procuramos alguns dos principais lava-rápidos para você tirar suas próprias conclusões.

Lavar o carro sem usar água pode ser uma boa ideia. “Se o produto usado for bem aplicado e de boa qualidade, o resultado final é melhor que o de lavagens tradicionais”, diz Roberto Barallobre, dono da rede DryTech. “O termo correto não é lavagem a seco, é lavagem sem água”, Barrallobre fez questão de corrigir: o produto é líquido, e é aplicado com um pano.

PUBLICIDADE

Conforme a DryWash, há como economizar até 300 litros de água por carro. Pioneira neste tipo de lavagem no Brasil, Lito Rodriguez, dono da rede, conta que desenvolveu o seu produto à base de cera de carnaúba usando a batedeira de sua sogra, em 1995. “Este tipo de lavagem, além de dispensar a secagem, forma uma película que dificulta a fixação da sujeira no carro”, diz Rodriguez. Além disso, o fato de não usar água permite a instalação destes lava-rápidos em lugares sem estrutura física para sistemas tradicionais, como garagens de shoppings, por exemplo.

O preço? Na DryWash, a lavagem simples custa de R$32 à R$50, dependendo do tamanho do carro. O polimento custa a partir de R$215. A concorrente DryDream, que tem franquias em redes de supermercado, cobra um pouco menos: R$23 a R$35, e utiliza um produto semelhante, também à base de cera de carnaúba.

De qualquer forma, não são todos os lava rápidos tradicionais que chegam a gastar muita água. Horácio Bonoldi, da Multilimp, utiliza um sistema de reutilização de água. “Hoje eu gasto bem menos do que costumava”, conta. Com sua técnica, cada carro consome apenas 40 litros de água nova, o resto é reaproveitado.

O preço não é tão diferente, varia de R$28 a R$40, conforme o tipo do carro. O Lava Rápido Express, que utiliza o método comum, cobra R$16 a lavagem mais cara de um carro pequeno, o que inclui aplicação de resina. “Se eu mudasse o meu sistema, perderia toda a clientela”, diz Bonoldi. “A lavagem sem água funciona bem para tirar a poeira de cidade, agora, lama de sítio?” indaga ele.Para tirar a dúvida, falamos com Daniel Jacob, da oficina Gold Wing. “A pintura em si não é agredida”, explica. “O que pode estragar é o verniz. Podem ficar riscos superficiais se o lava rápido a seco não for cuidadoso”, conclui.

Os valores variam de um lugar para o outro, o tempo de espera não. Com água ou sem, os estabelecimentos consultados costumam demorar de 40 minutos a 1 hora. Se o lava rápido for na garagem de algum shopping ou supermercado, dá tempo de fazer as compras.

Não é o caso do Deep Cleaning, indicada para quem busca perfeição. A lavagem comum não dura menos do que duas horas e um serviço mais criterioso, que inclui polimento, leva o dia inteiro. O lava rápido usa o sistema tradicional com água. “A tecnologia a seco não consegue atingir os meus padrões de exigência”, diz Antônio Carlos Cosimato, proprietário da rede. Os preços são mais altos: a lavagem simples sai a partir de R$90 e a mais completa, a partir de R$400. “A espera para lavar o carro aqui chega a dez dias”, diz. “Só lavamos com hora marcada”.

Serviço

DryWash. Av. das Cerejeiras, 232, São Paulo. Tel. (11) 2954 8688. www.drywash.com.br

 

LUIZ FELIPE ORLANDO  – Revista Auto Esporte


Tags:

PUBLICIDADE


Confira as melhores opções para lavar o carro
Avaliação

Copyright © TOP Franquias - 2017 - Todos os direitos reservados.
Algumas imagens podem ser marcas registradas dos seus respectivos proprietários.
Termos de uso e responsabilidade