domingo, 20 de agosto de 2017

PUBLICIDADE DryWash – TOP Banner
Cresce o número de franquias de cuidadores no país

Cresce o número de franquias de cuidadores no país

30, jul 2017

Longevidade dos brasileiros tem impulsionado novas oportunidades no mercado de assistência a idosos e redes de franquias do segmento expandem

Recentes pesquisas sobre profissões do futuro colocam o mercado de cuidadores de idosos entre aquelas com lugar garantido, com um amplo campo a ser explorado. Isso porque o aumento da longevidade dos brasileiros é um fator determinante para essa necessidade, que demonstra viabilidade desde já. Segundo o IBGE, nos últimos 10 anos, o volume de pessoas de 60 anos ou mais foi de 9,8% para quase 15%. A previsão é de que, em 15 anos, o Brasil será o sexto país no mundo nesse quesito.

De olho nesse nicho promissor, algumas empresas do segmento passaram a franquear seus modelos de negócios. A Home Angels foi criada em 2009, a partir de uma necessidade pessoal do empresário Marco Imperador, que não conseguia encontrar uma pessoa ou um local adequado para cuidar de sua avó materna, então com 93 anos. Hoje, sua marca conta com 160 franquias no Brasil e fatura 172 milhões de reais ao ano.

PUBLICIDADE

A empresa garante que, além de cuidar, os profissionais são instruídos a respeitar as necessidades emocionais e culturais dos assistidos e suas famílias. “Quando necessitei desse trabalho, não era somente uma questão de capacitação profissional. Eu queria uma companhia acolhedora, alguém que estivesse ao lado de minha avó, auxiliando nos cuidados com conhecimento técnico, mas também oferecendo conforto. Era essencial que fosse uma cuidadora supervisionada e orientada constantemente. Por fim, queria segurança. Caso a cuidadora faltasse, eu não queria me preocupar, pois alguém com o mesmo preparo cobriria a ausência. E a Home Angels é assim”, conta Imperador.

Outra que apostou no mesmo mercado é a Cuidare Brasil. Fundada em 2013, aderiu ao franchising no início de 2016. De lá até hoje, 21 franquias já operam com a bandeira criada pelo casal Etevaldo Miranda Junior e Isabelly Miranda. “Acredito que o segmento de cuidadores de pessoas ainda está em ampla expansão no Brasil, que apresenta números altíssimos de idosos, com um crescimento muito acelerado”, diz o empresário.

Apesar de estar enquadrada em uma atividade da área da Saúde, o negócio não exige que o franqueado seja um especialista no ramo. “Buscamos pessoas jovens, com espírito empreendedor, que desejam crescer. Apesar de cuidarmos de pessoas, não é uma obrigação nosso franqueado ser da área da saúde. Hoje, possuímos mais de dez franqueados que não são da área”, conta. Contudo, os cuidadores seguem um padrão de qualidade da rede: devem ter formação mínima em técnico em enfermagem e passam por checagem de antecedentes criminais, avaliações e por uma capacitação.

Para ser franqueado da Home Angels, é necessário investir entre 25 mil e 66 mil reais, dependendo do tamanho da cidade onde a unidade será instalada. No caso da Cuidare Brasil, o empreendedor precisa desembolsar entre 24 mil e 28 mil reais.

Teleassistência

franquia-cuidador-virtual

Também inserida no mercado de cuidados com idosos, uma nova franquia vem se destacando no mercado, mas de uma forma diferenciada das demais. A Cuidador Virtual atua no nicho de teleassistência, permitindo que os idosos apertem um botão de emergência – o aparelho pode ser utilizado como pulseira ou colar – que acionará um alerta para que a ajuda seja enviada imediatamente. A central de atendimento opera 24 horas por dia, sete dias por semana. Atualmente, a rede conta com nove unidades franqueadas. Para abrir uma unidade da marca, o franqueado precisa investir 9,9 mil reais, e o retorno é previsto para ocorrer em até dez meses após o início da operação.



PUBLICIDADE


Cresce o número de franquias de cuidadores no país
5 (100%) 2 votos

Copyright © TOP Franquias - 2017 - Todos os direitos reservados.
Algumas imagens podem ser marcas registradas dos seus respectivos proprietários.
Termos de uso e responsabilidade