quinta, 14 de dezembro de 2017

PUBLICIDADE Kwikasair
Divino Fogão quer franqueados da Geração Y

Divino Fogão quer franqueados da Geração Y

21, nov 2017

Segundo a rede de franquias de restaurantes de comida brasileira, franqueados millenials se adaptam melhor a produtos e serviços para nova realidade de consumo

Além do desafio de lidar com novos perfis de consumidores, as redes de franquias estão cada vez mais sentindo a presença e se adaptando para receber novos franqueados da geração Y, ou também chamados de millenials, que são pessoas nascidas entre o início da década de 80 e meados da década de 90. Criados na era da tecnologia, esses empreendedores vem ganhando cada vez mais espaço no franchising. Por terem fácil acesso às informações e estarem conectados constantemente, eles estão sempre em busca de dados, analisando os cenários e levando em consideração os valores de uma determinada franquia antes de ingressar no negócio. Foi assim com o franqueado da rede Divino Fogão em Goiânia, Wilton Lazaro Ferreira Filho, de 26 anos.

Formado em Administração de Empresas, Wilton trabalhava como supervisor de vendas em uma multinacional. Quando foi demitido, decidiu que gostaria de dar outro rumo à carreira: aceitou o desafio e assumiu uma loja da Divino Fogão. “Não tinha nenhuma experiência com empreendedorismo, mas sempre busquei obter conhecimento sobre o assunto. Por isso, fiz muitas análises, pesquisas e planejamentos antes de investir em um negócio próprio. Assumi uma loja de repasse da Divino Fogão em junho de 2016, após estudar bastante sobre a atuação da rede no mercado nacional e me identificar com o trabalho desenvolvido pela franquia, além dos valores e a visão da marca, comandada por Reinaldo Varela”, explica.

PUBLICIDADE

Em parceria com outros sócios, Wilton opera a loja e também é responsável pela gestão da equipe diariamente. “A experiência tem sido muito válida, pois estamos falando de algo completo, já que atuo em todas as áreas dentro da loja, desde o planejamento estratégico até as funções de RH. O principal desafio foi formar uma equipe focada, motivada e que gerasse bons resultados à unidade. Hoje, a loja conta com colaboradores que tem uma performance fantástica. Além disso, após assumir toda a operação, já conseguimos aumentar o faturamento, registrando um crescimento mensal que varia de 8% a 12 %”, comenta.

Para o diretor de operações da rede Divino Fogão, Emiliano O. Da Silva, a geração millennial conta com pessoas mais tecnológicas e atuantes, que estão inteiramente dispostas a colocar a mão na massa e fazer as coisas acontecerem. “Eles dominam grande parte das novas tecnologias que contribuem tanto na atividade da franquia quanto em outras questões, auxiliando de forma efetiva na administração do negócio. Franqueados desta geração buscam agilidade nas transações e adaptam, sempre que necessário, produtos e serviços para uma nova realidade de consumo. Acompanhar tendência e buscar inovações tornam-se premissas básicas para eles”, explica Silva.

Entre as 184 unidades em operação, a rede Divino Fogão afirma que possui outros franqueados millennials, que atuam na gestão direta da loja após receber o mesmo treinamento concedido aos demais empreendedores. A marca conta também com franqueados que abriram unidades quando estavam na faixa dos 20 anos e que já estão na rede há mais de dez anos. “Ouvimos sempre as orientações e a visão desta geração mais nova e digital, o que tem contribuído diretamente no desenvolvimento da rede como um todo, na identificação com novos perfis de público da marca e na inovação constante de uma franquia que atua há 23 anos no mercado de franchising. Atualmente, 20% da rede é composta por franqueados desta geração”, revela o diretor de operações.

Com cerca de 700 mil reais, é possível abrir um restaurante da marca, que afirma proporcionar um retorno do investimento em até 36 meses.



PUBLICIDADE


Divino Fogão quer franqueados da Geração Y
Avaliação

Copyright © TOP Franquias - 2017 - Todos os direitos reservados.
Algumas imagens podem ser marcas registradas dos seus respectivos proprietários.
Termos de uso e responsabilidade