sexta, 24 de novembro de 2017

PUBLICIDADE Prawer
Rede de escolas de inglês troca licenciamento por franchising

Rede de escolas de inglês troca licenciamento por franchising

23, mar 2016

Com franquias, Academia Washington quer crescer e oferecer muitos mais suporte e oportunidades a empreendedores

Com 70 unidades no país e 52 anos em atividade, a rede de escolas de idiomas Academia Washington acaba de anunciar uma novidade: a troca do sistema de licenciamento de marca pelo de franquias.

A partir de agora, é possível adquirir o negócio com um investimento que parte de R$ 68 mil. Segundo Siddhartha Costa, diretor da rede, o foco está em cidades com até 150 mil habitantes. “Sabemos o caminho para ter sucesso em cidades menores e somos especialistas nesse mercado”, garante.

PUBLICIDADE

Segundo Costa, a decisão de migrar para o franchising permite à marca oferecer mais suporte aos parceiros, um amplo número de treinamentos e projetos inovadores. “A investida muda a quantidade de suporte, projetos especiais e poder de negociação. Antes, não havia poder na compra de utensílios e materiais de marketing. Hoje, com a rede atuando em bloco, é possível melhorar negociações e resultados”, argumenta o executivo. Entre as melhorias, estão questões como financeiro, gestão, marketing, pedagógico, inovação, estratégia, comercial e relacionamento.

Tornando-se franqueador, Costa prevê a abertura de 50 novas unidades ainda em 2016 e já revela que 10% desse número se concretizou no primeiro trimestre.

Conversão

Como já conta com 70 escolas com a bandeira Academia Washington, a conversão desses licenciados não é obrigatória. “Queremos manter o ótimo relacionamento que temos com nossos parceiros. Até o momento, 50% das unidades já migraram para o sistema de franchising e estão atuando no novo modelo”, revela, acreditando que o restante acabe aderindo em breve.

Entenda a diferença

Tanto licenciamento de marca, quanto o modelo de franquias, proporcionam ao empreendedor a chance de estarem associados a marcas sólidas e conhecidas no mercado. Entretanto, segundo o consultor Paulo Cesar Mauro, da Global Franchise, existem diferenças os modelos.

“Diferente do franchising, em que a franqueadora oferece ao empreendedor uma série de benefícios, como transferência de know how, manuais de operação, formatação de negócios, entre outros, ao aderir ao licenciamento, o empresário compra apenas o direito de usar a bandeira da marca em seu negócio, podendo comercializar outros produtos e serviços que estejam de acordo com a filosofia da marca licenciada”, diz Mauro. Para ele, a decisão da Academia Washington foi acertada em trocar o licenciamento pelo modelo de franquias.

 



PUBLICIDADE


Rede de escolas de inglês troca licenciamento por franchising
Avaliação

Copyright © TOP Franquias - 2017 - Todos os direitos reservados.
Algumas imagens podem ser marcas registradas dos seus respectivos proprietários.
Termos de uso e responsabilidade